domingo, 2 de fevereiro de 2014

(sem título)


a carne dos pêssegos
a enterrar-se nos dentes

a brisa de setembro
a inundar-me a boca

os dedos pegajosos
as mãos a pingar

o chão inundado

o sorriso do corpo



Sem comentários: