domingo, 28 de abril de 2013

o cão na sala


no fogo das coisas
no centro da madeira
no vómito dos dias
tu e as setas
tu e as bombas
tu e a crueza do sangue
e eu na sala
perdida no cão
ignorando o horror
– é em ti que as guerras começam



Sem comentários: